Topo
Saque e Voleio

Saque e Voleio

Serena atropela e aumenta freguesia sobre Sharapova, que sairá do top 100

Alexandre Cossenza

26/08/2019 21h44

Foi a primeira vez que elas se encontraram no US Open, mas o duelo entre Serena Williams e Maria Sharapova, válido pela primeira rodada, teve pouco de novidade além disso. A americana, que entrou em quadra levando um retrospecto favorável de 19 a 2 sobre a russa, tomou a vantagem logo no início do primeiro set e, dominante mais uma vez, e saiu vencedora como quase sempre. Por 6/1 e 6/1, em apenas 59 minutos, Serena registrou seu 20º triunfo sobre Sharapova e avançou à segunda rodada em Nova York.

Hexacampeã do slam americano, Serena também deixou claro que a lesão nas costas que incomodou nas últimas semanas ficou no passado. A veterana de 37 anos sacou bem, mostrou boa movimentação em quadra e não economizou nas pancadas que tanto desequilibraram Sharapova. Na segunda fase, Serena vai encarar a vencedora do jogo entre a também americana Catherine McNally e a suíça Timea Bacszinsky.

Para Sharapova, a derrota significa seu primeiro revés em uma estreia no US Open (tinha 12 vitórias em 12 jogos até hoje) e, pior, a saída do top 100. Ao não defender os pontos pela campanha do ano passado, quando alcançou as oitavas de final, a russa, que sofreu com uma lesão no ombro direito e caiu para o atual 87º posto no ranking, despencará para além do 130º lugar.

Como aconteceu

Desde o primeiro game, ficou claro que a partida seria um duelo de pancadas do fundo de quadra e quem conseguia deslocar a adversária primeiro costumava levar vantagem. Sharapova conseguiu confirmar seu saque no segundo game e vibrou muito, mas Serena logo passou a dominar com devoluções precisas e agressivas. Fazendo a rival correr de um lado para o outro, Serena quebrou Maria no quarto e no sexto games, rapidamente abrindo 5/1. Em apenas 25 minutos, a primeira parcial estava encerrada: 6/1.

Pouca coisa mudou no início do segundo set. Sharapova seguiu sofrendo com as devoluções de Serena. E foi uma delas, uma direita violenta na cruzada, ainda no game inicial, que deu a primeira quebra da parcial. Sharapova teve uma chance de equilibrar o jogo no quarto game, com dois break points, mas Serena se salvou espetacularmente. Primeiro, com um belo saque. Depois, com uma passada vencedora na paralela.

Na prática, foi também a última chance de Sharapova tentar algo. No quinto game, mais devoluções de Serena fizeram estrago. Um rali com a russa correndo de um lado para o outro terminou com uma direita longa de Sharapova e mais uma quebra para Serena, que abriu 4/1 e não olhou mais para trás.

Acompanhe o Saque e Voleio no Twitter, no Facebook e no Instagram.

Sobre o autor

Alexandre Cossenza é bacharel em direito e largou os tribunais para abraçar o jornalismo. Passou por redações grandes, cobre tênis profissionalmente há oito anos e também escreve sobre futebol. Já bateu bola com Nadal e Federer e acredita que é possível apreciar ambos em medidas iguais.
Contato: ac@cossenza.org

Sobre o blog

Se é sobre tênis, aparece aqui. Entrevistas, análises, curiosidades, crônicas e críticas. Às vezes fiscal, às vezes corneta, dependendo do dia, do assunto e de quem lê. Sempre crítico e autêntico, doa a quem doer.