Topo
Saque e Voleio

Saque e Voleio

Em noite de 57 erros, Federer perde set para #190 do mundo, mas vence estreia no US Open

Alexandre Cossenza

26/08/2019 23h59

"Federer e Nadal nunca se enfrentaram no US Open, mas Federer e Nagal vão se enfrentar nesta segunda-feira." O texto distribuído pela US Open à imprensa fazia uma brincadeira com a semelhança entre o nome do campeão de Roland Garros e o do indiano Sumit Nagal, número 190 do mundo, que faria sua primeira apresentação em uma chave principal de slam justamente contra Roger Federer, pentacampeão do torneio.

O jovem de 22 anos tirou o máximo das chances que teve e até saiu na frente, vencendo o primeiro set enquanto Federer cometia seguidos erros não forçados. Apesar de acumular 57 falhas ao longo da noite, o suíço calibrou seus golpes a tempo de evitar uma zebraça e saiu de quadra com um triunfo de virada por 4/6, 6/1, 6/2 e 6/4 para passar à segunda rodada do US Open.

Susto no primeiro set

A partida começou tranquila para Federer, que viu Nagal cometer erros e perder o serviço já no segundo game. Só que o suíço não estava tão calibrado assim e perdeu a vantagem ao cometer uma dupla falta num break point. A partir dali, o jogo ficou equilibrado, com o indiano se segurando do fundo de quadra e contando com muitos erros do favorito. No nono game, Federer pago o preço pela inconsistência. Com uma série de falhas não forçadas, perdeu o serviço. Em seguida, Nagal saiu de 0/30, contando com mais quatro erros de Federer para fechar a parcial em 6/4.

Até então, o número 3 do mundo já somava 19 erros não forçados, contra apenas nove do azarão. Só que Nagal não manteve o nível de desempenho e, logo no segundo game do segundo set, perdeu o saque ao cometer duas duplas faltas seguidas. Federer não jogava tão melhor assim, mas já fazia o bastante para mostrar a disparidade técnica no Estádio Arthur Ashe. Ele não demorou a igualar o placar, fazendo 6/1 na segunda parcial.

Depois disso, o jogo foi uma caminhada ladeira abaixo para o suíço, que abriu o terceiro set com mais uma quebra. Nagal já não incomodava, nem nos pontos mais longos. Federer ainda cometia um erro aqui e outro ali e até perdeu o serviço uma vez no quarto set, mas nada que complicasse a partida. O jogo só teve um último drama quando o suíço sacou para o jogo e precisou escapar de 0/40. Com bons saques, salvou quatro break points e fechou a partida.

O atual número 3 do mundo agora terá um dia de folga para calibrar os golpes e voltar mais afiado para a segunda rodada do torneio. Seu próximo adversário será o bósnio Damir Dzumhur, #99, que estreou neste US Open com vitória em cima do qualifier francês Elliot Benchetrit: 4/6, 6/2, 6/3 e 6/0. Dzumhur e Federerjá se enfrentaram duas vezes – ambas em 2015, em Roland Garros e Wimbledon – e o bósnio não venceu uma parcial sequer.

Acompanhe o Saque e Voleio no Twitter, no Facebook e no Instagram.

Sobre o autor

Alexandre Cossenza é bacharel em direito e largou os tribunais para abraçar o jornalismo. Passou por redações grandes, cobre tênis profissionalmente há oito anos e também escreve sobre futebol. Já bateu bola com Nadal e Federer e acredita que é possível apreciar ambos em medidas iguais.
Contato: ac@cossenza.org

Sobre o blog

Se é sobre tênis, aparece aqui. Entrevistas, análises, curiosidades, crônicas e críticas. Às vezes fiscal, às vezes corneta, dependendo do dia, do assunto e de quem lê. Sempre crítico e autêntico, doa a quem doer.