Topo
Saque e Voleio

Saque e Voleio

Para amantes de esporte e fotografia

Alexandre Cossenza

2013-04-20T19:08:00

13/04/2019 08h00

O fotógrafo Cristiano Andujar, que já cobriu vários confrontos de Copa Davis, prestou serviços para a Confederação Brasileira de Tênis (CBT) e também acumula experiência em outras modalidades, está prestes a lançar no mercado o livro "Fotografia Esportiva: relatos, experiências e dicas de grandes coberturas esportivas".

Trata-se de uma publicação com mais de 200 fotos, mas que está longe de ser aquele tradicional livro de mesa, o chamado coffee table. Andujar quis fazer um livro descrevendo suas coberturas e dando dicas para jovens apaixonados pelo tema. Os capítulos incluem técnicas para clicar diferentes modalidades, explicações sobre equipamentos, fluxo de trabalho e até código de conduta.

A lista de modalidades é ampla. Tênis, futebol, automobilismo, rugby, hipismo, vôlei, surfe, basquete e triatlo estão entre os esportes abordados por Andujar. O Iron Man, aliás, é uma das coberturas mais cansativas.

"Chegamos para o briefing às 5h. Às 6h, começamos a fotografar os caras se preparando para a largada. Às 7h, eu estou dentro da água para fazer a largada. Pego o pessoal de frente. Acabou, vou tomar uma ducha para tirar o sal do corpo e pego uma moto para ir até a área do ciclismo… E o competidor tem até a meia-noite para completar, então você começa às 4h da manhã e vai até a meia-noite. É muito legal. É muito legal, mas é muito gratificante. O fotojornalismo esportivo, com as expressões faciais, é muito legal."

Um bom exemplo é a descrição de Andujar para a foto acima, registrada durante a Fed Cup de 2014, no Paraguai. O fotógrafo conseguiu captar tanto a equipe brasileira quanto a placa da ITF que diz "É preciso mais do que habilidade para jogar pelo seu país." O livro descreve o momento no capítulo sobre lentes olho de peixe: "Após o jogo, percebi o Slogan da ITF (International Tennis Federation), organizadora da competição. Assim, achei uma toalha, coloquei a câmera sobre a toalha, apontada para cima e disparei o timer. Por que o timer? Porque eu fazia parte da delegação brasileira e também estou junto na foto, de bermuda preta."

A paixão de Andujar pela fotografia fica nítida nas páginas do livro. Uma paixão, aliás, que começou com o automobilismo, com o primeiro contato com uma câmera profissional – uma Canon Rebel – na arquibancada G de Interlagos, no fim da reta oposta, em 1995. Depois disso, Andujar estudou jornalismo e levou adiante a profissão de fotógrafo.

"Fotografia Esportiva: relatos, experiências e dicas de grandes coberturas esportivas", que está em processo de revisão e edição, deve estar pronto dentro de dois meses. Para arcar com os custos da impressão, Andujar já colocou a publicação em pré-venda no Catarse. O livro custa R$ 70 (frete não incluso), e a previsão de entrega é julho de 2019. Ainda há espaço para marcas de patrocinadores, e os interessados podem podem entrar em contato por email ou pelo telefone (48) 999-111-001.

Sobre o autor

Alexandre Cossenza é bacharel em direito e largou os tribunais para abraçar o jornalismo. Passou por redações grandes, cobre tênis profissionalmente há oito anos e também escreve sobre futebol. Já bateu bola com Nadal e Federer e acredita que é possível apreciar ambos em medidas iguais.
Contato: ac@cossenza.org

Sobre o blog

Se é sobre tênis, aparece aqui. Entrevistas, análises, curiosidades, crônicas e críticas. Às vezes fiscal, às vezes corneta, dependendo do dia, do assunto e de quem lê. Sempre crítico e autêntico, doa a quem doer.