Topo
Saque e Voleio

Saque e Voleio

Narrador do SporTV lê crítica no ar e rebate: 'saio daqui a pouco'

Alexandre Cossenza

21/03/2018 18h35

Tem narrador que sabe lidar com críticas e tem narrador que prefere atacar o espectador. Cláudio Uchôa, do SporTV, certamente pertence ao primeiro grupo. Escalado para transmitir o Masters 1.000 de Miami nesta quarta-feira, o profissional foi espirituoso quando se deparou com um fã de tênis insatisfeito comentando no Twitter e usando a hashtag indicada pelo canal.

O internauta, que se identifica como Marcellus Berro na rede de microblogs, fez um post mal educado, classificando Uchôa como "muito ruim" e indagando se não era possível o SporTV trocar de narrador.

Bem humorado, Uchôa disse "o Marcellus, aqui, pelo jeito, é meu amigo", leu o tweet no ar e, em seguida, respondeu: "[Saio] daqui a pouco, seis da tarde, hora Brasília, Marcellus, quando o Eusebio [Resende] estiver chegando." Uchôa ainda completou o comentário: "Faz parte. Hashtag é assim mesmo, democrática." Confira no vídeo abaixo:

Coisa que eu acho que acho:

– Não trocamos palavras há alguns anos (raramente nos encontramos em eventos), mas faço questão de ressaltar: Uchôa é meu narrador preferido nas transmissões de tênis do SporTV. Faz seu trabalho discretamente, sem tentar aparecer e sem falar bobagens, sem tentar fingir que entende de algo que não sabe. Dá informação e não compromete a transmissão. Ele e o excelente Narck Rodrigues fazem uma bela dupla.

– Fora do tênis, não posso falar muito a não ser que Uchôa tem reputação de profissional competentíssimo e de ser uma pessoa de ótimo caráter. A TV, o jornalismo e o mundo precisam de mais gente assim.

Sobre o autor

Alexandre Cossenza é bacharel em direito e largou os tribunais para abraçar o jornalismo. Passou por redações grandes, cobre tênis profissionalmente há oito anos e também escreve sobre futebol. Já bateu bola com Nadal e Federer e acredita que é possível apreciar ambos em medidas iguais.
Contato: ac@cossenza.org

Sobre o blog

Se é sobre tênis, aparece aqui. Entrevistas, análises, curiosidades, crônicas e críticas. Às vezes fiscal, às vezes corneta, dependendo do dia, do assunto e de quem lê. Sempre crítico e autêntico, doa a quem doer.